Nick Saban surpreendentemente legal com a reivindicação do título falso da UCF

ATLANTA – Nick Saban não é incomodado com o pedido da Central Florida para um campeonato nacional. Ele, como quase todos os outros, sabe que o título não será ganhado até segunda-feira à noite.

“Estou bem com isso”, disse o treinador do Alabama. “Não significa nada para ninguém além deles”.

Depois de ser deixado fora do College Football Playoff e derrotar Auburn – a única equipe Alabama e Geórgia perdida nesta temporada – no Peach Bowl, a UCF (13-0) terminou como a única equipe invicta do país nesta temporada. Mas, uma vez que foram excluídos da disputa do título, os Cavaleiros se declararam campeões nacionais – antes que a Crimson Tide e Bulldogs se encontrem pelos direitos reconhecidos no Mercedes-Benz Stadium – e realizará uma parada na tarde de domingo na Disney World para comemorar.

A escola disponibilizou t-shirts campeonatos. Os treinadores receberam bônus pagos pela conquista do título nacional. Uma bandeira será levantada em seu estádio.

“Se eu estivesse na UCF, provavelmente faria o mesmo”, disse o técnico da Georgia Kirby Smart.

Saban, que tem cinco campeonatos nacionais, mas apenas uma vez foi invicto em sua carreira (2009), aplaudiu a temporada da UCF, mas também pareceu pensar que o sucesso do grupo de cinco equipes no futuro também provavelmente não será convidado a participar do futebol universitário título, como o playoff é atualmente construído.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*